Palavrasdesconexas’s Blog

Just another WordPress.com weblog

Para sempre….

Se você ama alguma coisa, deixe-a livre. Se voltar, é sua. Se não voltar, nunca foi.” Se, no caminho do teu saara, encontrares uma alma que te queira bem, aceita em silêncio o suave ardor da sua benquerença – mas não lhe peças coisa alguma, não exijas, não reclames nada do ente querido.

Recebe com amor o que com amor te é dado – e continua a servir com perfeita humildade e despretensão. Quanto mais querida te for uma alma, tanto menos a explores, tanto mais lhe serve, sem nada esperar em retribuição. No dia e na hora em que uma alma impuser a outra alma um dever, uma obrigação, começa a agonia do amor, da amizade.

Só num clima de absoluta espontaneidade pode viver esta plantinha delicada. E quando então essa alma que te foi querida se afastar de ti – não a retenhas. Deixa que se vá em plena liberdade. Faze acompanhá-la dos anjos tutelares das tuas preces e saudades, para que em níveas asas a envolvam e de todo mal a defendam – mas não lhe peças que fique contigo.

Mais amiga te será ela, em espontânea liberdade, longe de ti – do que em forçada escravidão, perto de ti. Deixa que ela siga os seus caminhos – ainda que esses caminhos a conduzam para longe de seus toques e de seus cuidados.

Texto extraído do livro “De Alma para Alma”, de Humberto Rohden, Editora Martin Claret.

Encontrei esse texto em minha caixa de email. E sorri constatando como é dificil assimilar o tão simples. E como complicamos os sentimentos e jogamos expectativas no que deveria ser por si só o objetivo.

Objetivo de ser feliz proporcionar prazer e felicidade. Uma hora? Um dia? Um mes? Um ano? A eternidade?  O tempo e duração  não deveria ser o mais importante. Saber despedir com saudades mas sem amargura. Conseguir deixar dissipar algum ressentimento , se libertar de sentimento de posse.

O sentimento *amor* é livre de cobranças. É liberto de tempo… ele apenas É.

È saber que se foi unico em um  momento único.


Anúncios

março 28, 2009 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Livre… leve… liberta…

236

 

Presa por opção

março 21, 2009 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Direto do orkut

Sorte de hoje: A felicidade nada mais é do que boa saúde e memória fraca
Saude- perfeita
Memória – O que é memória?

hummmm… acho que sou feliz…

março 20, 2009 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Com que direito me ensinaste a vida…..

Interessantes como as lembranças às vezes pipocam, trazendo de volta fatos, imagens, sensações e sentimentos tão distantes. 

Hoje acordei praticamente com essa poesia inteira na memória (ta lá embaixo) que tem tanto com meu momento.

E conheci esse soneto de uma forma muito pouco convencional

“Eu recém separada fui procurar emprego…nunca aceitei ser dependente de ninguém. Primeira chance: cargo de revisora de redação de jornal.

Bom…explico… no interior era assim… quem era alfabetizado.. virava *repórter* (catador de notícias..pra ser mais clara.).. quem tinha facilidade com palavras… discernimento…um QI de médio pra alto.. e conhecimento básico de onde se jogava vírgulas e crase…. (bom.. eu sabia… já esqueci tudo..rs)… virava revisora.

Lia todas as matérias… espalhava os *chapeuzinhos * das letras (entendam-se acentos)…distribuía as “ , ” .. os ” : “.. os ” ; ” e demais trocinhos que normalmente eram omitidos (tb pra que né…que coisa mais chata……rs).. e procurava entender a matéria com os olhos dos leitores.(Aprendi a duras penas decifrar intenções e fatos.)

Bom.. um belo dia (sempre tem esse *um belo dia*)… o repórter caiu fora e o diretor do jornal percebeu que seria mais econômico ter só UMA REPORTER que fizesse a própria revisão… ou seja,

                                                        EU

Me deu um livro enorme … de mais de 500 páginas pra ler em DOIS dias… tipo.. “COMO SER REPORTER EM 300 LIÇÕES”.. e me soltou na selva.

Os incidentes… micos…situações críticas…deixo subentendido…Inevitáveis para um *foca*…

Um dia chegou o momento de fazer a minha primeira cobertura …a minha primeira entrevista… o meu primeiro FURO DE REPORTAGEM… Tive acesso ao meu sonho de consumo.. *poder usar o gravador* (é gente… gra-va-dor… e com FITA CASSETE…..rs)

Matéria feita…tudo gravado…60 minutos de entrevistas e furo de reportagem..cidade em guerra civil e eu com tudo documentado.

Corri pra redação deixei o material e fui almoçar . Na volta…sentei à maquina.. (isso mesmo… máquina de escrever MANUAL… isso existiu)..ligo o gravador…

E…cadê a entrevista?

Cadê os depoimentos?

CADE TUDO?

Rodava a fita de um lado pro outro e nada…Até que descubro que… o sádico do meu chefe tinha incorporado Neruda ou qualquer outra coisa do gênero e declamado essa poesia em cima de minha matéria…..

 

 

Soneto 
Chico Buarque/1972

Por que me descobriste no abandono 
Com que tortura me arrancaste um beijo 
Por que me incendiaste de desejo 
Quando eu estava bem, morta de sono 

Com que mentira abriste meu segredo 
De que romance antigo me roubaste 
Com que raio de luz me iluminaste 
Quando eu estava bem, morta de medo 

Por que não me deixaste adormecida 
E me indicaste o mar com que navio 
E me deixaste só, com que saída 

Por que desceste ao meu porão sombrio 
Com que direito me ensinaste a vida 
Quando eu estava bem, morta de frio.

 

março 17, 2009 Posted by | Uncategorized | 1 Comentário

Filosofia emeessenistica..

Atualmente ando me divertindo um tanto bom lendo as mensagens nos perfis dos amigos no msn.

É divertido tentar saber o humor ( ou a falta de) só lendo as tirinhas . Dia desses entrou um DOM com a seguinte  mensagem  : ME FUDI…

Diante uma informação  tão pouco sutil, o melhor é fazer cara de paisagem … mas eu como nem sempre consigo fazer o que é melhor… perguntei… “Mas pelo menos gostou”? Teve como respostas alguns #@#$$%%¨$$&*&***(&¨%%.

Fora essas exceções drásticas encontro algumas frases interessantes… que na falta do que fazer e dizer, vou coletando como uma filosofia emeessenista

Da Sonia.”Se o principe não me encantar, tiro ele da história… simples assim…Bela sim… adormecida NUNCA”   (as belas atuais estão mais pra feras do que pra adormecidas

Do Mateus: “Se algum dia encontrar um jabuti em cima de uma árvore, não o tire. Jabutis não sobem em árvores. (Perfeito querido ABADDON…a gente pensa que ve..a gente pensa que está ali.. mas só pensa…..rs)

Do LORD ADONIS BH- “Quero ser pobre um dia na vida. Porque todo dia.. TA FODAAAAAAAA. (onde é o *embaixo* que eu devo assinar?)

Do Mestre Feiticeiro  – “Bope: Poupe os Lobos. Sacrifiquem as ovelhas”. (Amigo… tudo bem por aí?. vai um suquinho de maracuja? pra acompanhar o Rivotril… claro)

{rianah}_Lestat – “O adeus tras a esperança escondida, porque sofrer com a despedida”. (hum rum..novela mexicana e janete clair andam em baixa)

Essa aqui ficou muito tempo no meu msn… e acho perfeita…

“Diga-me do que te gabas que te direi do que careces

março 15, 2009 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Momento meu

” De tanto amor, de ter você pra mim e não poder falar”

Márcio Greyck

sorriso16


março 8, 2009 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário