Palavrasdesconexas’s Blog

Just another WordPress.com weblog

Onde não se responde

Encontrei este texto em minhas navegadas e achei intenso, quase cruel.

Fala de não ditos, de orgulhos que secam intenções e encharcam os olhos. Fala de desencontros, de silêncios.  De medos. De revanches… de braços que não se torcem…

De fortes que seguem a vida como vencedores de coisa nenhuma, carregando no peito a medalha do orgulho e arrogância. 

 

Onde Não se Responde


Ela lhe perguntou o que faria com o que sentia por ele.

“Guarda”, ele respondeu, com a simplicidade de quem sabe que estas coisas, quando simplesmente existem, não precisam de um alojamento, um lugar, um espaço definido.

Guarda, ele lhe disse, na esperança de que ela levasse seu conselho ao pé da letra, esperando ganhar tempo prá encontrar o guardado mais tarde quando tudo fosse possível. Guarda, assim, como quem não quer nada, como quem vai usar daqui um minuto, quando sair do banho, quando sair à rua, quando for dormir, quando amanhecer.

Guarda solto em cima da cômoda, à vista dos olhos, no meio de outras bugigangas e finge que ele nem toma tanto espaço. Ou guarda na primeira gaveta, embrulhado em um papel de seda (daqueles que envolvem a maçã de Caetano), no fundo, longe dos olhos, e mesmo que você não abra a gaveta saberá que está lá. Mas quando e se você abrir, o perfume que vier lá do fundo vai invadir o quarto, a casa, devolvendo ao coração aquele sentimento de pertencer. 

Guarda, ele lhe disse, tentando lhe dizer tudo isso, mas pronunciou apenas “guarda”, como se uma única palavra pudesse produzir cenários perfeitos para guardar o que ela sentia por ele. Então, ela lhe perguntou “onde?” Depois de tudo que ele tinha lhe dito em uma palavra, que significava entrega, um sim, um “eu acredito”, ela lhe fazia uma nova pergunta.

Onde? E ele, sem querer saber de pedir, sem querer entender de sofrer, sem querer explicar que o que sentia por ela estava guardado, intenso, represado e inflamável, disse simplesmente: “se não tem espaço, joga fora”.

E ela, por temer a longa espera guardando sem utilização….mais uma vez acreditou nele… e obedeceu

By Tyccia

 

 

 figura153

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: