Palavrasdesconexas’s Blog

Just another WordPress.com weblog

Eu confesso !!!

Não tenho mais tempo nem paciência para  ser boazinha .

Não me tornei uma megera nem uma *monstra*.. até porque concordo e me identifico com o que disse Paulo Francis: Não levo ninguém a sério o bastante para odiá-lo”.

Mas a parte de assistência social… terapia virtual ad eternum…compreenção irrestrita…pseudo amnesia seletiva  ? Esquece… deleta…. esvazia a lixeira.

Como dizia meu grande companheiro..Suba  *Irmã Paula* e que venha Iansã.

Eparrei oyá

Anúncios

abril 30, 2010 Posted by | Uncategorized | 1 Comentário

Admiro a terra, quero-a, sempre gostei dela. Sempre me senti feliz por estar vivo: apesar da guerra, das más notícias, não sou capaz de matar em mim a simples alegria de viver.

Julien Green

(Julien Green (6 de setembro de 1900Paris, França – 13 de agosto de 1998, Paris, França), de nomeJulian Hartridge Green, escritor norte-americano de expressão francesa, escreveu livros religiosos de orientação católica)

(Eu ia escrever algo… mas é perfeitamente dispensável…É isso aí… nem eu nem ninguem consegue *matar em mim a simples alegria de viver*.

abril 25, 2010 Posted by | mosaico de letras | 1 Comentário

Comunicado importante:

*TODA MULHER tem uma barriguinha com a qual briga;

*TODA MULHER tem celulite;

*TODA MULHER luta com alguma pelanquinha que insiste em não endurecer

*TODA MULHER reza pra revogarem a lei da gravidade pra manter os peitos no lugar;

*TODA MULHER tem em algum lugar alguma estria, é só procurar que acha.

E homem que por isso perde o tesão

É VIADO

Só está tentando arrumar desculpas pra desistir do sacrifício


O que a mulher deve fazer é se cuidar pra melhorar o resultado estrago que a  natureza faz.

SEM NEURA

(pronto… falei !!)

abril 18, 2010 Posted by | Uncategorized | 4 Comentários

(Roubado do Blog Casa do Caminho – http://casadocaminhobm.blogspot.com)

abril 18, 2010 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Pastel de Vento – A Descoberta do nada

Pastel de Vento
Rosa Pena


— Ele te traiu com outra?

— Não! Bem pior que isso.

— O que então?

— Ele me decepcionou.

— Esse sentimento é tão pior?

— O meu espírito amantíssimo insano, entre lágrimas e soluços, disse àquele amor:
Eu te aceito produto ordinário de segunda mão, vagabundo, safado e sacana, trepando com quantas e tantas por conta do som do teu tesão exigente. Entendo e me conformo com a tua fome de galinhagem… Mas, sempre autêntico e sincero, com todas as dores e fraquezas dos humanos… Porém, recuso-me a aceitar, que sejas fingido, mentiroso, armador, manipulador, ardiloso, dissimulado, covarde.
E foi assim que tudo acabou, pois ele se encontrou nas definições.

A decepção é maior do que uma traição eventual, muitíssimo maior quando sacamos que não se foi traída uma ou algumas, foi-se traída ininterruptamente sem outras. Foi traição na crença. Imagina a big merda que se passa quando descobrimos que comemos risoles de camarão estragado e ainda pedimos bis. Já que era pra vomitar podia ter sido de galinha, carne, palmito, né? Escolher sabor pra quê? Jamais entro na cozinha de um restaurante, na coxia de um teatro, melhor não ver, não saber. Amar um blefe é tomar Tylenol vencido, piora a enxaqueca quando descobrimos, não olhe jamais a data de validade se já tomou sua dose. Não olhe para trás, nem para frente. Ler bula só serve pra sentir os efeitos colaterais.

Lembrei-me do Zacarias, dos Trapalhões, sem peruca, doente.
Já viu papel mais triste do que de um palhaço sem pintura e sem máscara?
Mais que sem graça, é uma puta desgraça.

Ele negou todo o seu amor, porque estava num período de péssimo humor e não quis se maquiar. Pra piorar eu fui rever as indicações do produto romance e a data de validade?!!!Tirado de circulação há um tempão; desde os tempos em que o Jece Valadão foi galã.
Aliás, ele foi algum dia?

— Não devia ter olhado mulher, só vomitado!

abril 12, 2010 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Eu amo tudo isso

abril 8, 2010 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Ando vivendo mais que pensando.  Ja faz um tempinho que tento organizar mil sensações e sinto como se tudo fosse pequeno demais pra tanta vida . De pensar, organizar, solucionar ja chega o trabalho. Aqui fora quero mais isso não.

Nos dias que antecedem minha liberdade. (liberdade= meu carro vistoriado e liberado pras estradas..rs) tenho navegado e encontrado tantas coisas interessantes que vou aleatoriamente jogando aqui .

Recebi dias desses livro virtual Mulheres que correm com lobos.  E admito…só li dois capitulos e não gostei.

Ou melhor… gostei de um paragrafo… de uma ideia..

“Os lobos saudáveis e as mulheres saudáveis têm certas características psíquicas em comum: percepção aguçada, espírito brincalhão e uma elevada capacidade para a devoção. Os lobos e as mulheres são gregários por natureza, curiosos, dotados de grande resistência e força. São profundamente intuitivos e têm grande preocupação para com seus filhotes, seu parceiro e sua matilha. Tem experiência em se adaptar a circunstâncias em constante mutação. Têm uma determinação feroz e extrema coragem.”

Li isso e .. *eureka*… entendi.. eu nunca fui submissa. Meu direcionamento é de cumplicidade…companheirismo…de correr junto .. ao lado. De me devotar, não por submissão, mas por reconhecer o Macho ALFA. Zelar pelo parceiro… satisfazer o parceiro pelo prazer que ele tambem me da.

Isso as vezes confude os mais distraídos com submissão, mas se tivessem a sensibilidade de perceber veriam na forma de agir e ser algo de altivo

E faço minhas as palavras de Hellena, num texto que encontrei em seu blog http://desejossecretos2008.blogspot.com/zx=3ac1f9dca0433c40

Minha entrega não é mais incondicional …

Minha entrega tem regras e condições muito claras …

Não aceito mais ser tratada como uma peça, um pedaço de carne …

Minha submissão exige agora …

Mesmo que para isso, tenha que deixar de o ser ..

abril 8, 2010 Posted by | Uncategorized | 2 Comentários